Seguidores

sexta-feira, 31 de março de 2017

Projeto Suing de Maloqueiro - Um projeto do coletivo Poesia é da hora


No dia 08 de abril às 19h o coletivo Poesia é da hora vai começar um novo projeto:

Suing de Maloqueiro.

Suing assim mesmo sem “w”e o “g” mudo. Não será mensal como os saraus ou semanal como o boletim na rádio Cantareira. Trata-se de um projeto experimental feito na raça e com muito amor. A ideia é realiza-lo duas vezes ao ano (inicialmente), no primeiro e segundo semestre levando para centros culturais a arte do povo de rua (seja ela através da música, poesia, exposição) mesclada a intervenções poéticas, debates, lançamentos de livro.

Há mais de cinco anos realizamos saraus em centros de acolhida e ocupações de resistência. Durante esse período conhecemos muita gente boa que faz da arte sua forma de resistência. A ideia é protagonizar essa arte de rua não apenas nos centros de acolhida, mas também em centros culturais.

Escolhemos o Ecla (Espaço Cultural Latino Americano) que é um centro cultural de resistência no Bixiga e procura estimular a promoção da diversidade cultural e social como um diferencial positivo. Também por ser um barzinho da hora pra encostar, ouvir um som latino-americano, tomar uma gelada e colocar a conversa em dia (tem porções, aceita cartão e wi fi).

Em breve vamos divulgar o cronograma completo do projeto Suing e Maloqueiro, mas já podemos adiantar que vai ter o lançamento do livro: Memórias da rua, amor, luta e maloca, escrito por Paulo Escobar, do CATSO (Coletivo Autônomo dos Trabalhadores Sociais). Paulo Escobar é nascido no Chile e viveu durante os primeiros dez anos de sua vida sob a ditadura de Augusto Pinochet e seu primeiro contato com a população de rua foi no Tucuruvi nos anos 90, quando conheceu e se aproximou dos catadores de material reciclável.

Bate papo sobre “Lixo Cultural” com Erton Morais, poeta, compositor e vocalista da banda MOKÓ DE SUKATA , Banda essa que se deu a partir do MOVIMENTO CULTURAL TROKAOSLIXO. Com a proposta de trabalhar as ideias de uma reciclagem global (material, cultural e humana) o movimento inspirou-se nas manifestações artísticas da ANTROPOFAGIA e do KAOS.

Pocket show com o Samba da Maloca, um grupo que se formou debaixo do viaduto Alcântara Machado e se reúne às sextas-feiras no mesmo viaduto onde fica a Okupa Alcântara pra cantar, batucar e sambar na cara das gestões higienistas.
 




Bora colar?
Projeto: Suing de Maloqueiro
Local: Ecla (Espaço cultural Latino Americano)
Rua Abolição, 244 – Bixiga.
Horário: Das 19h às 22h30.
Realização: Coletivo Poesia é da hora
Entrada gratuita.